segunda-feira, 29 de junho de 2015

MAIS UMA SEMANA, MAIS UMA VIAGEM.

Mais uma semana, mais uma ida ao hospital e mais um regresso tranquilo a casa.

Parece que o Santiago gosta de estar no quentinho da mãe.



Estatísticas apontam:


Ora vamos lá encarar a semana 39!

Alguém me acompanha num mergulho?

quinta-feira, 25 de junho de 2015

A PENSAR NO FUTURO.

Para o ano quero uma boia destas!
Vi-a à venda e apaixonei-me.
No próximo Verão não me escapa!

quarta-feira, 24 de junho de 2015

THE FINAL COUNTDOWN.

38 semanas.

  • Malas de maternidade - check!
  • Kit de criopreservação - check!
  • Bolsa com exames e ecografias - check!
  • Depilação e unhas - check!
  • Roupa para a alta - check!
  • Carregador de telemóvel - check!
  • Máquina Fotográfica - check!
Falta-me tratar de mais alguma coisa?

Embora os registos comprovem que ainda não há contrações à vista, 
nada como prevenir e ter tudo prontinho para o grande dia.

quinta-feira, 18 de junho de 2015

DESABAFO DE GRÁVIDA.


Já desisti do baby shower -  e tantas ideias que eu tinha!
Mas quando não se está rodeada de pessoas interessadas para o efeito, penso que não faça sentido (e ter trabalho e gastar dinheiro só porque sim). Ohhhh... tenho mesmo pena.

Enfim, resta-me guardar algumas ideias que estavam a fervilhar para a festa do primeiro aniversário...

terça-feira, 16 de junho de 2015

MUNDO AO CONTRÁRIO.


Quando as pessoas me dizem: Está mesmo quase, deves estar super ansiosa! Podia nascer já, não é? 

Eu respondo sempre: Não, eu não estou ansiosa nem nervosa, por mim estava grávida mais uns dois meses. Sinto-me tão bem, adoro este estado de graça!

Mais dia, menos dia, vá!

Acho que no fundo tenho é medinho deste novo mundo ahahahah. Será que estou preparada para tanta mudança? Socorrooooooooo!!

sexta-feira, 12 de junho de 2015

E O PARTO?

Sempre disse (mesmo muito antes de engravidar) que seria daquelas que iria "comprar" a cesariana. Nada como um parto marcado, num hospital privado - pensava eu.

Entretanto, e já depois de engravidar, a ideia sobre o parto divergiu bastante e muita coisa na minha cabeça mudou.

Quando comecei a falar com os diversos profissionais de saúde sobre esta minha intenção, quase que fui fuzilada por estar interessada numa cirurgia sem razão aparente e todos me fizeram uma lavagem cerebral com as vantagens do parto natural. O que é certo é que funcionou. 
Hoje já não penso na cesariana, ou melhor, já não penso no parto - prefiro assim. O que for será: sem dramas, sem pedidos especiais. Apenas desejo aquilo que seja melhor para a saúde de ambos e se o parto natural se enquadrar nesse cenário, que assim seja! Cá estarei para fazer as respirações correctas!

Não vou mentir ao dizer que me faz confusão quando dizem que "tudo" voltará ao normal depois de um parto natural - na minha cabeça e no meu corpo ainda inexperiente, há coisas (músculos) que duvido que fiquem intactos. No entanto, e porque adorava evitar a famosa episiotomia, estou a aplicar uma pomadinha milagrosa com vista à maior elasticidade dos músculos, optando pela massagem perineal. Se funcionará ou não, será sempre uma incógnita, mas pelo menos tenta-se!

E por aí, também têm/tinham ideias predefinidas?

terça-feira, 9 de junho de 2015

DANCING IN THE MOONLIGHT.

E parece que estar grávida é também começar a olhar para o calendário lunar com outros olhos...


Por aqui já se fazem apostas tendo em conta a última lua de Junho, mas eu aposto todas as minhas fichas na primeira lua de Julho.
A mãe é que sabe!! Figuinhas!

E por aí, acreditam no poder da lua?

segunda-feira, 8 de junho de 2015

36 SEMANAS.

  • Como eu imagino o meu filho neste momento:
Socorroooooo!
  • Barriga de gesso - check! 
Fiz em casa, com a ajuda preciosa do maridão. Reuni os materiais necessários e voilá! O próximo passo prender-se-à com o acabamento e decoração.

  • Sessão fotográfica - check!
Fizemos ontem e adorei. Optámos por fazer em estúdio e no exterior - pena que só terei as fotos depois do nascimento do miúdo.

  • Aulas de preparação para o parto - continuam muito animadas. 
O tema de hoje será a higiene do bebé assim como os cuidados a ter com o cordão umbilical. Tenho adorado estas aulas e o maridão ainda não faltou a nenhuma - sabe tão bem ver o pai envolvido nestes processos!

  • Como me sinto a poucas semanas do parto - impecável!

  • Dramas pré-parto - continuo no meu amável T2 e duvido que hajam mudanças antes do dia P.

  • Exames e afins - para esta semana estão agendados o 1.º CTG assim como os últimos exames e análises de terceiro trimestre. 

  • Baby Shower - se houver oportunidade (e paciência) será às 38 semanas.

E é tudo por agora.

quarta-feira, 3 de junho de 2015

ESTAR GRÁVIDA É...

Hoje dei de caras com um post nos rascunhos que, se na altura não me fez sentido publicá-lo, hoje, ao lê-lo, as hormonas desencadearam um sentimento inverso. (Estar grávida tem destas coisas!) Sorri com o que tinha escrito e fiquei grata por não o ter eliminado. Embora já tivessem passado quase 3 meses, achei que poderia partilhar convosco as emoções que estava a viver há tantas semanas atrás. Talvez na altura estivesse demasiado atarefada e achasse que haveria muito mais para dizer, mas a vida também é feita destes pequenos instantes em que escrevemos o que nos vai na alma - mesmo que na altura não nos faça sentido.

--Apresento-vos o post que tinha ficado retido:


"ESTAR GRÁVIDA É... receber notificações semanais sobre as diversas fases da gestação.

Desta vez, uma dessas notificações aconselhava a escrever uma carta ao filhote, a qual decidi partilhar convosco.

Olá filhote,
Por aqui estamos de 24 semanas e muito bem de saúde – não estou a mentir pois não? Todos dizem que serás grandote e que aparentas ter umas belas pernas: ou seja, se não andares a saltar barreiras como o pai, então o que sinto são mesmo pontapés de alta competição – prometo que quando fores maior, vais com a mãe ao Taekwondo. Sim, a mãe e o pai têm muitos planos para ti, ou melhor, para nós. Sabias que andamos à procura de uma casa maior para te receber? Por acaso a tarefa não tem sido fácil, mas nós não desistimos! À parte disso, a pouco e pouco tudo se vai compondo para a tua chegada, afinal estamos quase a entrar no último trimestre desta aventura. E já aprendemos tanto contigo mesmo sem te termos abraçado… Tem sido um despoletar de novos sentimentos e emoções que estão a fazer de nós melhor pessoas, disso tenho a certeza. Mas neste momento nem imaginas como andam as nossas vidas, temos tido tanto trabalho que nem para tirar fotografias tem havido tempo. É uma vergonha, eu sei. Sempre idealizei fazer milhentas sessões fotográficas e ir acompanhando a tua evolução semana a semana, mas o desgaste tem sido tanto que nem calculas. Ou melhor, tu deves sentir que a mãe não pára, não é? Perdoa-me filho. E por falar em coisas que me envergonham, quero também pedir-te desculpa por ter dito ao pai que te ias chamar “Gregório”, mas realmente no primeiro trimestre fizeste da casa de banho a minha melhor amiga – seu safado! 
Ao que tudo indica serás o NOSSO SANTIAGO, o que te parece a escolha? Espero que gostes, porque os papás adoram e anseiam muito por ti. Ah e os avós e os tios também andam loucos por te conhecer, serás o primeiro netinho e sobrinho da família!

Até lá, a mãe não liga aos pés inchados, às borbulhas, às dificuldades em atar os sapatos ou à cara de grávida."

É claro que hoje haveria muito mais para acrescentar, mas foi tão bom reler este desabafo.

segunda-feira, 1 de junho de 2015

SOBRE O BABY SHOWER.

Sempre idealizei, mesmo antes de engravidar, fazer um baby shower em homenagem ao meu rebento - não gostasse eu de organizar eventos caseiros. Mas, se não consegui fotografar o crescimento da minha barriga de forma constante, também não me espantaria se não realizasse a dita festinha.

Ontem falava com a minha mãe sobre isto, e ela perguntava-me: se sempre pensaste fazer, porque não fazes? Estás à espera de quê? A resposta até podia ser simples, mas para mim é algo bastante complexo. Aliás até tenho receio que seja um capricho meu. Todos nós sabemos que a amizade já passou por melhores fases (como diria o famoso e brilhante anúncio da Super Bock - o que se passa com a amizade?), mas se uma pessoa vai atrás destas novas configurações arruína ainda mais as coisas. Ou estarei errada? Não poderei contar com as minhas melhores amigas (porque estão todas verdadeiramente longe), nem com colegas de trabalho. Talvez faça para os amigos em geral, em vez de ser algo mais direcionado para o sexo feminino. Ou talvez não deva fazer nada, enfim... a ver vamos! 

O que acham disto?