quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

QUERIDO 2015.

Querido 2015,

É já com alguma nostalgia que olho para os 364 dias que vivemos. Posso ter iniciado esta nossa relação com alguns receios, quer pelos desafios profissionais que me esperavam, quer pela mudança de vida que obrigatoriamente me aguardava ao ser mãe no Verão, mas concluo que foi um ano muito positivo.
Trouxeste-me tanta coisa boa que jamais serás esquecido: fizeste-me mãe e ainda comprei a casa onde tenciono criar o(s) meu(s) filho(s). Tanta mudança num só ano! É certo que tem sido uma montanha russa de emoções com trabalho a acumular-se a cada segundo que passa, mas em breve espero ter tudo orientado.
Mas o teu último dia tem para mim um sabor agridoce: ao terminares, significa que termina também um ciclo, um ciclo enquanto mãe a tempo inteiro e isso assusta-me tanto. Assusta-me o regresso ao trabalho depois de tanto tempo parada, assusta-me a adaptação do meu filho ao infantário; assusta-me a minha adaptação a um novo horário e a novas tarefas; assusta-me o peso que tenho em cima do lombo e que anseio por perder; assusta-me essencialmente começar um ano tão assustada - Ghostbusters chamados à recepção!
Bem, é hora de ir preparar a sobremesa para levar mais logo para o jantar de amigos - agora que somos todos pais as aventuras são reduzidas! Fica o desejo de um dia ir festejar o Réveillon num país tropical qualquer! Ahahah!

Obrigada por tudo, obrigada por me fazeres feliz!
Muito grata,

Opinante

P.S. - Ups! Esqueci-me de comprar a cueca azul! Ando sempre nesta saga! Mesmo que não seja azul, para mim é obrigatório entrar no novo ano com lingerie nova! Lá vou eu terminar o ano a correr! Beijinhos!

---
BOM ANO MALTINHA!
QUE 2016 VOS TRAGA TUDO AQUILO QUE MAIS DESEJAREM!

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

AQUELE MOMENTO...

... Em que vais trocar 2 presentes (pensando que se trata de uma simples troca) e regressas a casa com os sacos mais pesados e a com carteira mais vazia.

Ora bem, em termos práticos:

* Troquei umas pantufas que me ficavam enormes por esta gabardina:


Apaixonei-me por ela, ainda por cima estava em saldos!!

*Troquei um lenço por esta mala e estes óculos - OH MEU DEUS A PARFOIS DESGRAÇA-ME!


E desse lado, fizeram alguma troca?

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

DO NATAL: IGUARIAS E PRESENTES.

Santiago, o 4º Rei Mago

Pavlova

 Árvore de Natal folhada com gila e nozes

 Arroz Doce

Os nossos presentes: 
para ele uma parka Giovanni Galli, para mim 2 contas Pandora.


O primeiro Natal do Santiago foi vivido de forma intensa, com toda a família reunida - embora ele ainda não se aperceba da maioria das coisas. 
Para o ano com certeza que será bem mais especial com a euforia dos presentes.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

COM A MÃO NA MASSA.

Ora vamos lá meter a mão na massa que o Natal está aí à porta!


A mim calhou-me fazer a salada de polvo, o arroz doce e a pavlova! 
E por aí? Já estão agarradas aos ovos e à farinha?
Vão confeccionar alguma coisa para a jantar de Natal?

Acho que me vou aventurar também numa árvore folhada..

Já alguém fez? Correu bem?

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

AQUELE MOMENTO...

... Em que vais à festa de Natal do teu local de trabalho e és invadida por desejos (quer de funcionárias, quer de utentes) do teu regresso.

Ora, devo considerar isto como bom ou mau sinal?
Acho que estou a ficar com medo do que me espera...

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

QUERIDO, MUDEI DE CASA #8

O dia de ontem foi dedicado às compras para o escritório - posso não ter as prendas de Natal compradas, mas uma cadeira e uma secretária branca já tenho. Ups!


Prometo que amanhã será um dia propício para tal!
Nem pareço eu - eu sei! Pior, é que não sei o que comprar!
Desejem-me sorte!

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

ENTÃO É NATAL.

Pois que faltam 14 dias para o Natal. E se achavam que eu já tinha os presentes todos comprados, engaram-se. Faltam-me os principais: pais, sogros, cunhados e, ainda, o do marido.

Quer para os pais, quer para os sogros, oferecemos em anos anteriores os packs de escapadinhas para poderem aliviar o stress longe de tudo e todos. Mas este ano não estávamos com vontade de repetir a ideia. Posto isto, a dúvida que se coloca é: se não damos esse presente, damos o quê?

Para os cunhados já tenho algo em vista, o que vos parece uma massagem para o casal? Pedras quentes, ambiente calmo e tranquilo... se fosse eu, ia adorar!

Por último, para o maridão, não sei como faça este ano. Se por um lado temos gasto balúrdios com a casa (já não mencionando o facto de ter um filho, o que acarreta outros custos), por outro acho que é merecido um belo miminho - falta decidir o quê. Se pudesse (mesmo que fosse para usufruir daqui a um ano) oferecia uma viagem, mas neste momento temos outras prioridades para as quais queremos canalizar o nosso investimento - temos pena! Afinal de contas, não se pode ter tudo! No entanto, se houver por aí alguma empresa que queira patrocinar a nossa fuga, sinta-me perfeitamente à vontade!

Mas contem-me, já têm os presentes todos idealizados? 
O que vão oferecer ao vosso companheiro? E aos vossos pais? 

Vamos lá criar aqui uma partilha de ideias!!

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

ISTO DE SER MÃE #8

E a minha licença terminou. 
Caramba, como é que 150 dias passaram tão rápido?

Posto isto, hoje seria o meu primeiro dia de trabalho - o que seria no mínimo assustador. Felizmente, ainda tenho 22 dias de férias para gozar o que me permitirá ir trabalhar só para o ano e, assim, preparar-me para entrar novamente no activo, numa nova rotina que irá acarretar novos desafios também.

Foram simplesmente 150 dias mágicos, 150 dias de pura aprendizagem. Com o nascimento de um filho, uma pessoa sente-se uma montanha russa de sentimentos, onde o bom senso deve reinar acima de tudo. Mas o que é preciso é calma - direi isto vezes sem conta até porque me conforta a alma.

E no que é que a minha vida mudou? Ora bem, nestes últimos 150 dias posso dizer que:

  • Fui mãe;
  • Fiquei com estrias apesar do cuidado incansável que tive com a barriga;
  • Aprendi a gerir as opiniões alheias sobre todo e qualquer assunto;
  • Perdi 12kg - faltam-me perder 6kg + 3kg extra;
  • Soube que a criopreservação das células estaminais tinha sido efectuada com sucesso;
  • Comprei casa;
  • Vivi temporariamente nos meus sogros;
  • Aluguei o meu apartamento;
  • Comprei uma cama mais cara que uma viagem a Nova Iorque;
  • Aprendi a correr em casa;
  • Descobri que é possível fazer xixi em 3 segundos; 
  • Fui convidada para ir a um programa de televisão;
  • Dei por mim a aspirar com o Santi ao colo;
  • Não aconselho mudanças de casa com um bebé tão pequeno;
  • Ainda não retomei o taekwondo e duvido que possa regressar tão depressa;
  • Coloquei alarme em casa;
  • Tenho milhentas horas de sono em atraso;
  • Introduzi a sopa e a fruta após 150 dias de leite materno em exclusivo;
  • Ainda não decidi se coloco o miúdo no infantário ou na sogra;
  • Fizemos uma sessão fotográfica de recém-nascido e outra de Natal;
  • Anseio por voltar à minha forma física;
  • E poderia dizer tantas mais coisas - não tivesse ele acordado do seu mísero descanso.
Mas ser mãe é muito isto, é aprender a fazer as mais variadas coisas num curto espaço de tempo! Mas, como tudo, às vezes cansa e é preciso um momento de sossego, nem que seja por um valioso minuto. 
Ser mãe é maravilhoso, porém, também não vos iludo porque como em tudo há aspectos menos positivos que é necessário aprender a contornar. Se por um lado se trata de um teste pessoal, por outro é um teste ao casal e ao quanto é preciso estar unido para vingar e seguir em frente. 

Em suma, que venham mais 150 dias que eu já comprei a capa!

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

FACEBOOK - DÚVIDA.

Alguém me sabe dizer como posso fundir duas páginas numa só? O link que se encontra no facebook dá erro.

Isto porque tenho o perfil e a página com o mesmo nome e agora, o Sr. Facebook, não me deixa avançar se não fundir o perfil em página. Mas assim ficarei com duas páginas... Há por aí alguém experiente no assunto? Obrigada.